Quem sou eu

Minha foto
Não, este post não é para você. Não, não... essas palavras não são indiretas, apesar de serem bem diretas. Não é para ele, ou para ela. Não. Eu não escrevo para um indivíduo em especial ou para personagens aleatórios, o trecho dessa música não foi pensando nele, entenda - Há alguém, mais do que qualquer outra pessoa, que me interessa ver minhas mensagens. Há uma única pessoa que eu desejo que veja o que eu escrevo, e lembre, e veja, e sinta, o que eu senti quando escrevi. Há alguém que eu quero que lembre de mim, e este alguém sou eu. Luciana Fonseca ;D

terça-feira, 28 de junho de 2011

E quem um dia irá dizer que não existe razão?



[ A história de amor mais cantada do Brasil virou filme. Direção: Nando Olival Produção: O2 Filmes / Criação: Agência Africa / Realização: Vivo ]

Dessa, eu quero lembrar...

sábado, 25 de junho de 2011

Quem sabe as coisas mudem no ano que vem...



Talvez à meia-noite eu ligue pra você

Talvez não diga nada pra quem atender,
Talvez mande um presente pra você saber
 Que eu nunca te esqueci...


Quem sabe as coisas mudem no ano que vem
Teu coração descubra que eu sou teu bem
Seja como for, você vai ser sempre meu grande amor.


[ Feliz Aniversário - Kiloucura ]

domingo, 19 de junho de 2011

Pandinha! ' fidupanda '





[ Me acorda todas as manhãs. ]

É amizade, é amor...

Mas acima de tudo, é admiração!



[ Para minha ' flor de Deus ', por quem sinto uma imensa admiração e carinho... 
Carla Patricia, tchamu! ]

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Mas já me perdoei, é por amor!


' Eu já me condenei por ser como eu sou. Mas já me perdoei, é por amor!


Mas é só te ver pra enlouquecer, 
faço tudo que você quer,
Vou me arrepender depois,
 mas eu não resisto a nós dois...


[ Wanessa - Não resisto a nós dois ]




domingo, 12 de junho de 2011

Havia em seu corpo um estranho frio, sem amor...


' (...) - Vejo que está usando seu terno de empresário - disse eu, amarga. - Um toque simpático.
Ele sequer tentou sorrir, e então percebi que o perdera. Ele tinha a aparência de James, falava como James, cheirava como James, mas não era James.
Como num filme de ficção científica dos anos 1950, no qual o corpo da namorada do herói é ocupado por um extraterrestre - e mantém a mesma aparência... só que com olhos diferentes.
Um observador casual ainda podia pensar que era James. Mas eu percebi, olhando- nos olhos, que meu James se fora. Havia em seu corpo um estranho frio, sem amor. Soube então que meu James partira.
Talvez ele estivesse na nave espacial. '


[ Melancia - Maryan Keyes - Pg. 23 ]

sábado, 11 de junho de 2011

Capta essa outra coisa...

" Ouve-me, ouve o meu silêncio...
O que falo nunca é o que falo e sim outra coisa. 
Capta essa outra coisa de que na verdade falo porque eu mesma não posso."
[Clarice Lispector]


domingo, 5 de junho de 2011

Mas, pelo desejo do sono compartilhado...


“ (…) deitar com uma mulher e dormir com outra, eis duas paixões não somente diferentes mas quase contraditórias. O amor não se manifesta pelo desejo de fazer amor (esse desejo se aplica a uma série inumerável de mulheres), mas pelo desejo do sono compartilhado (este desejo diz respeito a uma só mulher) ”


(Milan Kundera in: A insustentável leveza do ser -
BLOG'  Vem ca Luisa, me dá a tua mão. ')

Quem eles pensam que são?

 Gatos...



Só quem tem entende...
( entende? )