Quem sou eu

Minha foto
Não, este post não é para você. Não, não... essas palavras não são indiretas, apesar de serem bem diretas. Não é para ele, ou para ela. Não. Eu não escrevo para um indivíduo em especial ou para personagens aleatórios, o trecho dessa música não foi pensando nele, entenda - Há alguém, mais do que qualquer outra pessoa, que me interessa ver minhas mensagens. Há uma única pessoa que eu desejo que veja o que eu escrevo, e lembre, e veja, e sinta, o que eu senti quando escrevi. Há alguém que eu quero que lembre de mim, e este alguém sou eu. Luciana Fonseca ;D

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Proporcionalmente.


" Um repertório de desculpas pode ir sempre mais longe do que uma verdade, quando ainda não se descobriu que querer enfrentar tudo-ao-mesmo-tempo-o-tempo-inteiro é quase a mesma coisa que não enfrentar. Minha coleção de argumentos para ir avolumava-se na mesma medida em que crescia a lista de motivos para ficar. Mil razões apontando para a porta, mil e uma para o sofá, e eu ali, deitado no colo da dúvida, exausto por ter que amadurecer tanto em tão pouco tempo."



[ BLOG Vem cá Luisa, me dá a tua mão - Luciana Lorens Braga in: Há cores e acordes. Ofício das Palavras, Ed., p. 28-29 ]

2 comentários:

  1. É melhor ir..nunca se sabe o que se vai encontrar de verdade se ficar...pode ser bom no inicio, mas no final você com certeza saberá!

    ResponderExcluir
  2. Não me arrependo do tempo que passamos juntos, aprendi muito, te agradeço por ter feito de mim o homem que sou, declaradamente você construiu quase tudo oque sou hoje, você sabe, que pra sempre pode contar comigo pra qualquer coisa.

    ResponderExcluir

Que achou? ;D